Há sempre algo de ausente que me atormenta.
Camille Claudel




Camille teve a vida marcada por paixão, sofrimento.

Em Paris, teve como mestres Alfred Boucher e Auguste Rodin, com quem manteve

um tumultuado relacionamento amoroso por muitos anos.

Terminado o relacionamento, Camille continua esculpindo, mas apresenta sintomas de distúrbio mental,

sendo internada num manicômio. Morreu aos 78 anos.

 

 

La Petite Châtelaine - 1895 - Musée Rodin - Paris

 

 

Vertumne del Pomone 1905

 

 

L'âge Mûr

 


La Valse -1889 -1895

 

 

Busto Auguste Rodin

 

 

 


 

La Vague

 

 


 

 


 

 

L'aurore - 1900 - 1908

 

 

Gostou desta página?
Que tal enviá-la a alguém especial?

Seu Nome:
Seu E-mail:
E-mail de seu Amigo(a):

Mensagem(+ ou - 20 palavras):





HOME

página construída em 03 de agosto de 2006

atualizada em 16 de outubro de 2008